terça-feira, 24 de setembro de 2013

5 Franquias de Videogame Arcade que o Leandro gosta de Jogar!

Até agora, a pessoa cuja lista eu precisei de menos esforço para formular é o Leandro. Esse ano faz dois anos que nós nos conhecemos, e desde que isso aconteceu, não pude deixar de perceber um notável interesse em comum que nós temos: Arcade.
Arcade para quem não sabe é uma forma de se referir aquelas máquinas de jogos de lutas que antigamente você costumava comprar uma ficha em um barzinho e enfiar nela (ui!) para jogar algum dos jogos que eu mencionarei a seguir!
Começa agora em primeira mão (até hoje não sei o que essa expressão significa!) no blog "Cinco Listas" a lista de 5 franquias de videogame arcade que o Leandro adora comentar! E detalhe: Ele tem estratégia para todas!

1- Street Figther
Dou um doce para quem me disser: Como falar de Arcade sem falar de Street Fighter? Esse é um dos jogos que a minha geração cresceu jogando, e claro, levando porrada! O primeiro jogo da franquia foi lançado pela Capcom em 1987 (tem idade para ser meu irmão mais velho). Uma curiosidade é que no primeiro jogo, personagens pelos quais a gente brigou a infância inteira para ser, como Vega (Que aliás, é homem ou mulher?), Dalshim (Que comeu a Akuma no Mi, fãs de One Piece vão entender!) e Blanka (A imagem do Brasileiro no exterior) não existiam! Os únicos personagens daquele jogo que se mantém até as versões atuais são Ryu, Ken (que nada mais é que o Ryu com uma peruca loira e quimono vermelho) e Sagat, que na época ainda não tinha a cicatriz no peito. E os últimos 4 jogos da franquia são em 3D sendo o primeiro, Street Figther IV. Bem, já que eu falei de 3D, com todo o respeito as pessoas da Capcom, mas, o que é isso?
Destaque (nesse caso no mau sentido) para o Rufus, que surge nas versões mais recentes da franquia. Não é nada contra o personagem ser gordo, mesmo porque que isso tem em quase toda franquia, mas... Só eu tenho ância de vômito com as gorduras desse cidadão balançando cada vez que ele se mexe em Street Figther IV?

2- The King of Fighters!
Fotos como essa podem parecer o cartaz de um musical gay da Brodway, mas não se enganem: The King of Figthers (Em tradução livre: O Rei das Lutas) é um clássico memorável das franquias de jogos arcade, empatando muito bem com Street Figther, Mortal Kombat e qualquer um que apareça!
TKF, como é popularmente conhecido, tem seu primeiro jogo lançado em 1994, e de lá para cá não para mais, tendo mais de 40 jogos somando todos os consoles, além é claro, de ser uma dos maiores clássicos das máquinas de Arcade.
Destaque para o personagem God Rugal que é a perfeita personificação do Rubro numa versão da máfia britânica, além de ser um personagem sensacional!

3- Mortal Kombat
"Street Figther" e "The King of Fighters" imperavam no mundo das franquias de máquinas arcade, mas então, chegaram dois caras, a saber Ed Boon(da) e John Tobias, e criaram aquela que prometia ser sem dúvida uma das melhores franquias de videogames de luta do mundo. A grande sacada: Pessoas (quase) de Verdade lutando! Nada de desenhos como era até então, mas pessoas!
Mortal Kombat foi criado originalmente pela Midway Games, mas que tem os direitos sobre ela agora são os caras da Warner Bros, e por isso, o Subzero pode levar porrada do Perna Longa a qualquer momento.
Mas vamos combinar que a principal razão de todo mundo gostar dessa franquia são as famosas finalizações, em particular, os Fatalaties! Fala sério! Quem nunca quis derrotar o chefão no final, e de quebra arrancar a cabeça dele e ver o sangue jorrar pelo chão?

Destaque para a personagem Sheeva, que conseguiu se tornar Sex Simbol não pelos seios ou pela outra parte do corpo, mas pelas quatro mãos, que dizem, podem trabalhar com quatro instrumentos ao mesmo tempo! Detalhes, detalhes...

4- Tekken
Tekken, apesar de possuir alguns personagens estranhos, como os homens tigres aí em cima, um urso (sim, um urso!), um Canguru e um boneco de Madeira, e um dos chefões ser o papai noel com uma boca enorme na barriga, se aproxima bastante da luta livre.
Tekken foi criado pela Nanco, e ao contrário dos jogos que eu citei anteriormente, esse já começa em 3D logo no seu primeiro jogo, em 1994. Um detalhe: No primeiro jogo, todos os locais onde os lutadores batalhavam são reais! Isso mesmo, são reais!
Os locais fictícios só entram no segundo jogo, porque isso obviamente deu polêmica!

Destaque para a personagem Christie Monteiro, capoeirista, que além de ser a preferida de muitos jogares (jogadores em particular de um outro jogo que eles jogam sozinhos no quarto de madrugada, e é para um único player, mas que por razões óbvias não está nessa lista!) permite ótimas sequências de golpes!

5- Soul Calibur
Soul Calibur, assim como Tekken também já teve sua estreia em 3D, e tem como pontos altos em sua série de jogos, a possibilidade de escolher as armas (e há algumas bem bizarras, como uma espada com um olho que inclusive se mexe nela) e as roupas do personagem escolhido.
Assim como Tekken, Soul Calibur foi criado pela Nanco, com outro nome no primeiro jogo: "Soul Edge".
Destaque para o personagem Yaoshimitzu, uma mistura de Esqueleto (Quem aí lembra do He-man?) com o Vingador (Caverna do Dragão, galera! Alguém teve infância por aqui?). Um dos melhores lutadores da franquia de jogos, e porque não dizer, o mais apelão de toda a história do Soul Calibur, sem dúvida!

---------------------------------------
Essa foi mais uma lista do Especial de Amigos, dedicada ao Leandro Dias Santos!
Na sequência, encerrando o especial, entra a lista do Rogério Penna!
Aguardem!


Postar um comentário

Postagens populares