quinta-feira, 26 de setembro de 2013

5 coisas sobre a vida universitária que o Rogério vai enfrentar!

Rogério Penna é um eterno vestibulando! Quando nos conhecemos, em 2011, eramos ambos alunos de um cursinho pré vestibular (do tipo que precisa passar em um vestibular para entrar). Naquele ano, eu prestei vestibular em Pedagogia na Unesp de Araraquara por ser apaixonado por educação e crianças e passei, e hoje, dois anos depois, ele ainda não saiu do cursinho! E não é porque não tenha conseguido passar em nenhum vestibular, porque na verdade ele passa em uns dez (que diz prestar por treino) todo ano. Ele só continua no cursinho porque o que ele quer mesmo, é entrar na USP! E detalhe: Ele já ficou a dois ou três pontos de entrar mas não entrou! Acreditam nisso?
Por isso, segue agora no blog Cinco Listas a lista de coisas que o Rogério ainda não sabe que terá que enfrentar na vida universitária:

1- Ônibus

Duas situações: Aluno que mora longe, e aluno pobre! Fadados a ir a universidade de ônibus, publico ou não! E como todo ser humano desta terra que precisa por alguma razão pegar ônibus todos os dias já sabe, eles nunca vão esperar! Não importa se você está a um ou dois centímetros da porta: Ou chega no horário ou dança!
É numa dessas que você descobre, correndo atrás de ônibus todo dia, que todo mundo tem um Cesar Cielo dentro de si! Não, pera...

2- Atraso
Vamos combinar uma coisa: Universidade não é colégio de ensino fundamental, então, não importa o quanto você tente ser discreto ao se atrasar quase uma hora para a aula, todo mundo vai enfiar os olhos em você! E ainda terá sorte se o professor não disser nada! Então, já que todo mundo vai olhar, porque não fazer uma entrada triunfal? Cantando "I Will Always Love You" por exemplo? Ou com uma frase de efeito: "I'm Batman!"!

3- Férias? Para que?
Esperar que alguém na universidade goste de aluno ocioso é besteira! E nós, universitários, que sofremos o ano inteiro, que jogamos a nossa vida social para o espaço para poder estudar e pegar um diploma no fim de alguns anos, quando estaremos só o bagaço, sabemos muito bem disso! Então férias? Só quando você estiver todo moído, com uma miopia de 30 graus de tanto ler texto, e já tiver aprendido tanto que esqueceu as coisas mais simples!
Eu em pleno setembro já estou na fase em que esqueci meu nome, minha idade, e que droga eu estou fazendo nesse blog!

4- Dia de Prova
Um fato: Esqueça o Freddie, Jason, Slender, Chuck, Jack the Stripper, e toda a moçada! Nada, mas absolutamente nada será mais assustador e traumático para você no decorrer da sua graduação, do que o dia de prova!
E não, não importa quantos anos você estude pensando nela, não importa se você deixar de dormir, e abandonar toda a sua vida social para ter mais tempo para estudar, não importa: Você nunca terá estudado o suficiente!
E não preciso falar do branco porque a charge aí em cima é auto explicativa: Você não lembra nem o nome na hora de preencher! Na minha última prova, soube de um colega que ficou em dúvida por algum tempo, quando perguntado sobre o período que estuda, entre "Diurno" e "Fértil"!

5- Nota Final no Fim de Semestre
Se já temos uma fobia de proporções incalculáveis de provas universitárias, que dirá então a nota final! E receber a notícia de que reprovou a matéria e terá de cumpri-la novamente no ano seguinte com a turma que começou o curso no ano seguinte? Se já não podemos suportar o trauma da prova, esse então, para nós, pobres universitários, é a morte!
E não, ninguém tem provas concretas de que eu apareço na sala das minhas bixetes toda semana porque estou de DP! NÃO HÁ PROVAS DISSO! NÃO HÁ PROVAS!
Postar um comentário

Postagens populares